Tipo III

Entre 1971 e 1975 foram utilizadas letras maiúsculas para designar máquinas com características do datador e selo fixo idênticas ao anterior, pelo que supomos tratar-se da mesma marca de mâquinas. Como todas as franquias que vimos provêm de correspondência de particulares, supomos que estas máquinas foram referenciadas por letra porque só foram utilizadas e instaladas em Estações de Correio, e provavelmente para se distinguirem das usadas por empresas comerciais. Vimos franquias com a letra do lado esquerdo e do lado direito, que referenciamos a seguir letra da m quina. Indicamos, tamb m, o ano em que as vimos usadas. Ao longo da prov ncia a partir de 1963, diversas esta es postais com maior movimento foram equipadas com m quinas de franquiar. As esta es com maior movimento s o as de Luanda, Nova Lisboa, Lobito e Benguela. Tanto quanto sabemos at ao momento s estiveram ao servi o das Esta es Postais m quinas de franquiar da marca Pitney Bowes Automax . A data indicada por Campos Ferreira n o est correta com o que foi observado no Arquivo Ultramarino, vamos considerar o per odo entre 1963 e 1975. H que distinguir as m quinas mec nicas de franquiar p blicas, ao servi o das esta es postais, das privadas ao servi o de privados. As marcas privadas t m um n mero da licen a por baixo da franquia, que v o desde o n. 1 at ao n. 149 pelo menos. Este n mero corresponde ao n mero do t tulo de acordo com a legisla o. As p blicas, ao servi o nas Esta es Postais, ser o as que t m uma letra por baixo do selo fixo e s o todas da marca Pitney Bowes, modelo 804.

A tabela abaixo foi constru da com os dados encontrados nos relat rios da estat stica da col nia no per odo entre 1962 e 1970. Sobressai vista, de qualquer um, que s a partir de 1968 que come aram a utilizar de forma mais consistente as m quinas de franquiar nas esta es postais.

N mero de utentes de m quinas de franquiar
1962 196319641965196819691970
Luanda C.-11-10118
Central Enc.----222